14º salário do INSS ainda pode ser pago no Natal de 2020? Veja andamento do PL

Autor e relator da proposta, senador Paulo Paim, pede urgência no andamento do processo, sobretudo em relação à sua aprovação.

Tramita no Senado Federal o Projeto de Lei (PL) nº 3.657/20 que propõe a criação do 14º salário emergencial. Conforme o texto apresentado, de autoria do senador Paulo Paim (PT-RS), segurados do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) deverão receber uma parcela extra para se manter financeiramente durante a pandemia de coronavírus. O grupo de aposentados e pensionistas da autarquia é considerado um dos mais vulneráveis, sobretudo porque ficaram de fora dos repasses ligados ao auxílio emergencial. “A pandemia está fazendo um enorme estrago na economia e na vida das pessoas menos favorecidas”, declarou Paim em entrevista ao portal Agência Senado. Aprovação da proposta Atualmente, o PL se encontra em discussão na Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH) do Senado. Com parecer favorável de Paim, que também atua como relator, o pedido é para que haja urgência no andamento do processo, sobretudo em relação à sua aprovação. Isso porque, além da apreciação pela CDH, o texto também precisa ser levado ao plenário para votação entre os outros representantes da Casa. A sanção presidencial, assim como aprovação dos setores da Economia, também fazer parte do processo de implementação da medida. Com a chegada do mês de dezembro, Paim solicitou agilidade na votação entre os colegas. Para ele, o ideal é que o 14º salário saia até o Natal de 2020. “Na realidade do nosso vasto Brasil os aposentados e pensionistas,... Acessar conteúdo completo

Receba nossas novidades em seu e-mail!