A par das mudanças do setor de saúde, Fleury amplia portfólio e busca virar uma empresa completa

Para não ficar para trás, a Fleury (FLRY3) embarcou nas mudanças da indústria de medicina e agora busca aproveitar as novas oportunidades para se tornar uma empresa completa no segmento, com um portfólio de produtos e serviços cada vez mais diversificado. No Fleury Investor Day de 2020, o CEO da companhia, Carlos Marinelli, destacou que [...]

Para o BTG Pactual, falta saber se a Fleury terá sucesso em manter seu bom histórico de lucratividade com as novas iniciativas (Imagem: YouTube/Fleury Medicina e Saúde) Para não ficar para trás, a Fleury (FLRY3) embarcou nas mudanças da indústria de medicina e agora busca aproveitar as novas oportunidades para se tornar uma empresa completa no segmento, com um portfólio de produtos e serviços cada vez mais diversificado. No Fleury Investor Day de 2020, o CEO da companhia, Carlos Marinelli, destacou que a empresa está se adaptando para explorar novos serviços, com operações em oftalmologia e terapia de infusão (a compra do CIP e da Clínica de Olhos Dr. Moacir Cunha foi anunciada na última semana), além da criação da plataforma de educação Pupila, de um centro de fertilidade e da operação B2C (Business to Consumer) Saúde iD. O time de análise do BTG Pactual (BPAC11) participou do evento. Por mais que tenham recebido bem as novas iniciativas, os analistas acharam que a Fleury não entregou muitos detalhes quantitativos sobre as oportunidades de crescimento e retorno. Sobre o lançamento do centro de fertilidade em São Paulo, por exemplo, a administração disse apenas que a medicina diagnóstica representa somente 20% das reivindicações médicas anuais do setor privado, o que abre possibilidade para ampliar o escopo. “Foi ótimo ouvir sobre o forte potencial de receita dessas iniciativas, mas o evento falhou em entregar qualquer detalhe... Acessar conteúdo completo

Receba nossas novidades em seu e-mail!