Abiove revisa safra de soja 2020 do Brasil para 127 milhões de toneladas

A produção, exportação e processamento de soja do Brasil em 2021 poderão atingir novos patamares recordes, estimou nesta segunda-feira a Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais (Abiove), que considera ainda prematuro revisar para baixo a expectativa de safra apesar do clima irregular. "Consideramos que ainda é um pouco cedo para fazer qualquer revisão, principalmente [...]

Para o próximo ano, a Abiove projeta um novo recorde de produção no Brasil (Imagem: Reuters/Paulo Whitaker) A produção, exportação e processamento de soja do Brasil em 2021 poderão atingir novos patamares recordes, estimou nesta segunda-feira a Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais (Abiove), que considera ainda prematuro revisar para baixo a expectativa de safra apesar do clima irregular. “Consideramos que ainda é um pouco cedo para fazer qualquer revisão, principalmente para baixo em função do clima. Ainda existe um tempo que precisamos para observar a concretude disso”, afirmou o economista-chefe da Abiove, Daniel Furlan Amaral, durante evento com jornalistas. Para 2021, a Abiove projeta uma safra de 132,6 milhões de toneladas, estável ante previsão de novembro. Uma pesquisa com analistas, realizada pela Reuters no início do mês, apontou uma média de 131,79 milhões de toneladas para a colheita que começa em janeiro. O volume de safra previsto pela Abiove superaria em 5,6 milhões de toneladas a previsão revisada para cima de 127 milhões de toneladas de 2020, versus 120,75 milhões de toneladas em 2019. Caso a projeção se concretize, a exportação de soja do Brasil, maior produtor e exportador global, poderá atingir históricas 83,5 milhões de toneladas em 2021 –uma estimativa estável ante previsão de novembro. Em divisas, isso resultaria em receita de 41,18 bilhões de dólares em 2021, ante 35 bilhões... Acessar conteúdo completo

Receba nossas novidades em seu e-mail!