B3 pode incluir ESG em uma reforma das regras do Novo Mercado

A B3 (B3SA3) planeja incluir a agenda ESG nas discussões sobre reformas nas regras de admissão de empresas no Novo Mercado, o segmento com níveis mais exigentes de governança, disse nesta quarta-feira o presidente-executivo da companhia. "As próximas discussões sobre regras do Novo Mercado podem incluir temas como ESG", disse Gilson Finkelsztain em transmissão online [...]

Criado há 20 anos, o Novo Mercado da B3 é concentrado em regras de boa governança (Imagem: B3/Divulgação) A B3 (B3SA3) planeja incluir a agenda ESG nas discussões sobre reformas nas regras de admissão de empresas no Novo Mercado, o segmento com níveis mais exigentes de governança, disse nesta quarta-feira o presidente-executivo da companhia. “As próximas discussões sobre regras do Novo Mercado podem incluir temas como ESG”, disse Gilson Finkelsztain em transmissão online para jornalistas, mas sem mencionar quando isso deverá acontecer. Sigla em inglês do conjunto de boa conduta corporativa em governança e em práticas socioambientais, o ESG ganhou expressão em 2021, com grandes agentes globais adotando o conceito como critério para comprar ações de empresas. Criado há 20 anos, o Novo Mercado da B3 é concentrado em regras de boa governança. Atualmente, o segmento tem 163 companhias. A bolsa também criou cinco anos depois seu Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE), carteira cuja próxima composição no início de 2021 terá apenas 39 empresas, dentre as 200 com ações de maior liquidez. Ainda assim, o tema é alvo frequente de polêmicas, com profissionais de mercado e ativistas cobrando regras mais rigorosas de adesão, seguindo padrões internacionais. Essa discussão ganhou força nos últimos anos, em meio a sucessivos escândalos de corrupção e denúncias de crimes ambientais, envolvendo inclusive empresas dessa... Acessar conteúdo completo

Receba nossas novidades em seu e-mail!