Bancos vão ter que correr para acompanhar nova dinâmica do setor financeiro com chegada do Pix

O Pix pode mudar a dinâmica do setor financeiro com o tempo, afirmou o Safra, não só por ser um serviço de pagamentos instantâneos, como também uma plataforma que habilitará novos recursos no futuro, como saques em dinheiro no varejo, pagamentos programados e aprovações offline. O Safra realizou uma conferência com representantes da indústria (Stone, [...]

Segundo o Safra, a mudança que as novas tecnologias estão trazendo para o sistema financeiro fomentam um profundo processo de inclusão financeira no Brasil (Imagem: Unsplash/@nate_dumlao) O Pix pode mudar a dinâmica do setor financeiro com o tempo, afirmou o Safra, não só por ser um serviço de pagamentos instantâneos, como também uma plataforma que habilitará novos recursos no futuro, como saques em dinheiro no varejo, pagamentos programados e aprovações offline. O Safra realizou uma conferência com representantes da indústria (Stone, CERC, RecargaPay, Conductor, Mastercard Brasil e Matera) para discutir sobre a transformação digital do mercado financeiro e os impactos que as novas soluções podem trazer. “A mensagem principal da nossa conferência foi a mudança que as novas tecnologias, como Pix e Open Banking, estão trazendo para o sistema financeiro, fomentando uma profunda inclusão financeira no Brasil, o que deve trazer eficiências operacionais para o sistema, como economias no manuseio de dinheiro (como segurança e logística), liquidação mais rápida dos pagamentos, formalização da economia (reduzindo a lavagem de dinheiro) etc.”, comentaram os analistas Luis F. Azevedo e Silvio Dória. Variedade A chegada do Pix pode substituir já no curto prazo as transferências bancárias e o pagamento de contas. No médio prazo, o Safra acredita que o sistema pode substituir as transações via débito (mas de maneira mais gradual). Isso... Acessar conteúdo completo

Receba nossas novidades em seu e-mail!