Bolsonaro pede inclusão de termo de consentimento para vacinação contra Covid-19

O presidente Jair Bolsonaro pediu nesta terça-feira ao relator da chamada MP da vacina, deputado Geninho Zuliani (DEM-SP), que inclua no texto a previsão de um termo de consentimento a ser assinado pelas pessoas que receberem a imunização em caráter emergencial contra a Covid-19. Após encontro com Bolsonaro no Palácio do Planalto, o relator disse [...]

O presidente quer repassar isso de forma clara, segura, transparente, a todos que receberem a vacina (Imagem: REUTERS/Dado Ruvic/Foto ilustrativa) O presidente Jair Bolsonaro pediu nesta terça-feira ao relator da chamada MP da vacina, deputado Geninho Zuliani (DEM-SP), que inclua no texto a previsão de um termo de consentimento a ser assinado pelas pessoas que receberem a imunização em caráter emergencial contra a Covid-19. Após encontro com Bolsonaro no Palácio do Planalto, o relator disse que estuda como incorporar em seu parecer o “termo de consentimento informado”, a ser exigido para as pessoas que receberem doses das vacinas que forem autorizadas em caráter emergencial pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). “O presidente sugeriu”, disse Zuliani à Reuters. “Estou, como relator, estudando ainda e consultando líderes”, completou. Segundo o deputado, a União quer se eximir de possível responsabilização por eventuais efeitos colaterais das vacinas, ainda que a Anvisa já tenha a previsão de exigir a assinatura do “Termo de Consentimento Livre e Esclarecido” relacionado às vacinas que recebam autorização para uso emergencial. Especialistas afirmam que a exigência de assinatura de um termo de consentimento pode desencorajar a vacinação, prejudicando os esforços para conter uma epidemia que já deixou quase 182 mil mortos no Brasil. Zuliani afirmou que Bolsonaro tem “grande preocupação” quanto à... Acessar conteúdo completo

Receba nossas novidades em seu e-mail!