Empréstimo Bolsa Família: Saiba como funciona e quem pode solicitar

Taxas de juros variam de acordo com a situação da renda do solicitante, o valor emprestado e a quantidade de parcelas escolhidas.

O Governo Federal, por meio do programa Progredir, oferece uma linha de crédito facilitada para quem é beneficiário do Bolsa Família. A inciativa funciona como uma espécie de microcrédito que visa auxiliar na ampliação da renda ou no desenvolvimento de um pequeno negócio. O empréstimo do Bolsa Família também busca promover melhorias nas condições de moradia e educação das famílias assistidas pelo programa social. Para participar, os interessados devem atender, ao mesmo tempo, algumas condições importantes. Confira: Famílias devem ter renda mensal inferior a R$ 170 per capita; Crianças e jovens do grupo familiar, com idade entre 6 e 17 anos, devem estar matriculadas nas escolas; Famílias que participam das ações promovidas pelo Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) para saúde da mulher. Como funciona o empréstimo Bolsa Família? Se o cidadão se enquadra nessas condições, a opção de empréstimo estará disponível. Durante a contratação, o beneficiário precisa atender outras exigências, como apresentar um fiador, permitir a visita de um fiscal do programa na residência, ter renda própria com a devida validação em carteira assinada, além de comprovante de renda. Sobre as taxas de juros, elas são definidas levando em consideração alguns critérios, que envolvem a situação da renda do solicitante, o valor emprestado e a quantidade de parcelas das quais pretende-se dividir a quantia solicitada. Apesar da... Acessar conteúdo completo

Receba nossas novidades em seu e-mail!