Enfermeira de 54 anos do Hospital Emílio Ribas será primeira vacinada contra Covid-19, diz governo de SP
Ver mais sobre: Notícias

Enfermeira de 54 anos do Hospital Emílio Ribas será primeira vacinada contra Covid-19, diz governo de SP

A enfermeira Mônica Calazans, de 54 anos e que atua no Hospital Emílio Ribas, em São Paulo, será a primeira vacinada contra Covid-19 no Brasil depois de a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovar o uso emergencial da CoronaVac, imunizante do laboratório chinês Sinovac, informou o governo do Estado de São Paulo neste domingo. [...]

Mônica é enfermeira da linha de frente no combate à pandemia e atua na UTI da unidade que, segundo comunicado, hoje possui 60 leitos e desde abril mantém mais de 90% de taxa de ocupação (Imagem: REUTERS/Amanda Perobelli) A enfermeira Mônica Calazans, de 54 anos e que atua no Hospital Emílio Ribas, em São Paulo, será a primeira vacinada contra Covid-19 no Brasil depois de a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovar o uso emergencial da CoronaVac, imunizante do laboratório chinês Sinovac, informou o governo do Estado de São Paulo neste domingo. Mônica é negra e enfermeira da linha de frente no combate à pandemia e atua na UTI da unidade que, segundo comunicado, hoje possui 60 leitos e desde abril mantém mais de 90% de taxa de ocupação. A vacinação da enfermeira será acompanhada pelo governador de São Paulo, João Doria (PSDB), disse a assessoria do governo paulista. Mônica Calazans foi uma das voluntárias nos testes clínicos da CoronaVac no Brasil, e a escolha para ser a primeira a receber vacina indica que ela recebeu um placebo no estudo. Leia também: Internacional Trump ataca a Huawei e seus fornecedores uma última vez Internacional Polícia russa detém crítico do Kremlin Alexei Navalny na chegada ao aeroporto Acessar conteúdo completo

Receba nossas novidades em seu e-mail!