EUA e milhares de empresas procuram sinais de invasão após suspeitas de ataque hacker russo

O Departamento de Segurança Interna (DHS) dos Estados Unidos e milhares de empresas se empenharam na segunda-feira para investigar e responder a uma ampla campanha de ataques hackers que autoridades suspeitam ter sido comandada pelo governo russo. E-mails enviados por funcionários do DHS foram monitorados pelos hackers como parte da sofisticada série de ataques, disseram [...]

A empresa de tecnologia SolarWinds, que foi o principal alvo dos hackers, disse que até 18.000 de seus clientes baixaram uma atualização de software comprometida (Imagem: Reuters/Kacper Pempel) O Departamento de Segurança Interna (DHS) dos Estados Unidos e milhares de empresas se empenharam na segunda-feira para investigar e responder a uma ampla campanha de ataques hackers que autoridades suspeitam ter sido comandada pelo governo russo. E-mails enviados por funcionários do DHS foram monitorados pelos hackers como parte da sofisticada série de ataques, disseram três pessoas familiarizadas com o assunto à Reuters. Os ataques, reportados pela primeira vez pela Reuters no domingo, também atingiram os departamentos do Tesouro e Comércio dos Estados Unidos. Partes do Departamento de Defesa foram violadas, relatou o New York Times na noite de segunda-feira, enquanto o Washington Post relatou que o Departamento de Estado e o National Institutes of Health foram hackeados. Nenhum deles comentou a pedido da Reuters. A empresa de tecnologia SolarWinds, que foi o principal alvo dos hackers, disse que até 18.000 de seus clientes baixaram uma atualização de software comprometida que permitiu que os hackers espionassem empresas e agências despercebidas por quase nove meses. Os Estados Unidos emitiram um alerta de emergência no domingo, ordenando aos usuários do governo que desconectem o software SolarWinds que, segundo eles, foi comprometido por “agentes... Acessar conteúdo completo

Receba nossas novidades em seu e-mail!