Expansão agressiva da Lojas Americanas e B2W deve valorizar ações nos próximos trimestres

A estratégia de expansão agressiva da Lojas Americanas (LAME4) e B2W (BTOW3) deve valorizar as ações das companhias nos próximos trimestres, de acordo com o BTG Pactual. O banco, que participou do dia do investidor das empresas, reforçou as vantagens competitivas das duas empresas, principalmente em pontos como a integração, que alavancou sua base de [...]

A empresa reforçou a integração contínua entre as empresas, que deve render frutos nos próximos anos ao trazer tráfego adicional para as lojas e para o canal online, reduzindo prazos e custos de entrega (Imagem: Divulgaçã/B2W Digital) A estratégia de expansão agressiva da Lojas Americanas (LAME4) e B2W (BTOW3) deve valorizar as ações das companhias nos próximos trimestres, de acordo com o BTG Pactual. O banco, que participou do dia do investidor das empresas, reforçou as vantagens competitivas das duas empresas, principalmente em pontos como a integração, que alavancou sua base de clientes de 46 milhões e 2,8 milhões de comerciantes. Para eles, após a oferta follow-on de R$ 8 bilhões da Lojas Americanas e o aumento de capital de R$ 4 bilhões da B2W em julho, a empresa deve apresentar crescimento mais saudável na estrutura da dívida, planos de gestão para investir em tecnologia, logística e uma estratégia de expansão mais agressiva. A empresa reforçou a integração contínua entre as empresas, que deve render frutos nos próximos anos ao trazer tráfego adicional para as lojas e para o canal online, reduzindo prazos e custos de entrega. “Embora a B2W negocie com uma avaliação de desconto em relação a seus pares (a 1,2x EV/GMV em 2021 vs. 2,7x para MGLU3 e 2,8x de MELI), recomendamos aos investidores que observem de perto a expansão do GMV nos próximos trimestres”, afirmou o banco. Também na visão deles, a Lojas Americana... Acessar conteúdo completo

Receba nossas novidades em seu e-mail!