Gargalos globais atrasam transporte marítimo de contêineres
Ver mais sobre: Notícias

Gargalos globais atrasam transporte marítimo de contêineres

O transporte marítimo de contêineres, a espinha dorsal do sistema de comércio global, dá sinais de fadiga com a piora da pandemia. Armadores, que registraram os maiores lucros em pelo menos uma década, enfrentam desafios para operar de forma confiável com gargalos em portos do sul da Inglaterra a Xangai, que desestabilizam as cadeias de [...]

Atrasos podem aumentar custos, causar problemas operacionais e limitar a receita de empresas que enviam cargas, como a Costco Wholesale O transporte marítimo de contêineres, a espinha dorsal do sistema de comércio global, dá sinais de fadiga com a piora da pandemia. Armadores, que registraram os maiores lucros em pelo menos uma década, enfrentam desafios para operar de forma confiável com gargalos em portos do sul da Inglaterra a Xangai, que desestabilizam as cadeias de suprimento de diversos produtos, como autopeças, cosméticos e equipamentos médicos. Apenas 50,1% dos navios porta-contêineres chegaram no prazo em novembro em relação a 80% no mesmo período do ano passado. É o nível mais baixo registrado desde 2011, de acordo com um índice de confiabilidade de serviços compilado pela Sea-Intelligence, de Copenhague. Da Ásia à América do Norte, chegadas dentro do prazo caíram para menos de 30%, menos da metade da média global de longo prazo. Atrasos podem aumentar custos, causar problemas operacionais e limitar a receita de empresas que enviam cargas, como a Costco Wholesale. A rede com sede em Issaquah, Washington, com 803 lojas em quatro continentes, estima que a situação de escassez de contêineres e atrasos nas entregas persista por mais alguns meses. “Há casos de aumentos de 50%, 100% ou até mais das vendas de um item e, se pudéssemos adquirir mais, teríamos vendas ainda maiores”, disse Richard Galanti, diretor financeiro da Costco,... Acessar conteúdo completo

Receba nossas novidades em seu e-mail!