Ibovespa supera 116 mil pontos e reverte perdas em 2020

O Ibovespa (IBOV) superava os 116 mil pontos nesta terça-feira pela primeira vez desde fevereiro, revertendo o sinal negativo no acumulado do ano, endossado por Wall Street e tendo o setor de mineração e siderugia entre os destaques. Às 15:50, o Ibovespa subia 1,41 %, a 116.221,98 pontos, o que fazia a performance em 2020 [...]

Muitos analistas também esperam novas orientações sobre por quanto tempo o Fed manterá seu significativo programa de compra de títulos (Imagem: B3/Linkedin) O Ibovespa (IBOV) superava os 116 mil pontos nesta terça-feira pela primeira vez desde fevereiro, revertendo o sinal negativo no acumulado do ano, endossado por Wall Street e tendo o setor de mineração e siderugia entre os destaques. Às 15:50, o Ibovespa subia 1,41 %, a 116.221,98 pontos, o que fazia a performance em 2020 ficar positiva em 0,5%. O volume financeiro era de 16,9 bilhões de reais. Nos Estados Unidos, progressos na direção de mais estímulos econômicos fortaleciam as bolsas em Nova York, com as ações da Apple entre os destaques em meio a possibilidade de a empresa aumentar produção de iPhones. Na expectativa do desfecho da reunião do Federal Reserve, o começo da campanha de vacinação nos EUA também amenizava as preocupações com o aumento de casos da doença e novas medidas de restrição, com o S&P 500 subindo 1,1%. Em sua última reunião de política do ano esta semana, o banco central dos EUA deve manter sua principal taxa de juros ‘overnight’ fixada perto de zero e sinalizar que ela permanecerá nesse patamar nos próximos anos. Muitos analistas também esperam novas orientações sobre por quanto tempo o Fed manterá seu significativo programa de compra de títulos. A autoridade monetária divulga o comunicado sobre decisão na quarta-feira, às 16h... Acessar conteúdo completo

Receba nossas novidades em seu e-mail!