Investigação criminal do Brasil foca atuais executivos da Trafigura

Autoridades brasileiras estão conduzindo a primeira investigação criminal contra executivos atuais da trading de petróleo Trafigura, com alegações de que eles aprovaram o pagamento de propinas a funcionários da Petrobras (PETR4), disseram três pessoas familiarizadas com o assunto. A investigação tem como foco dois dos três principais diretores da Trafigura o co-diretor de Petróleo e [...]

A Vitol fará pagamentos aos EUA e ao Brasil para pôr fim às acusações de que pagou mais de 8 milhões de dólares em propinas para conquistar contratos com a Petrobras (Imagem: Agência Brasil) Autoridades brasileiras estão conduzindo a primeira investigação criminal contra executivos atuais da trading de petróleo Trafigura, com alegações de que eles aprovaram o pagamento de propinas a funcionários da Petrobras (PETR4), disseram três pessoas familiarizadas com o assunto. A investigação tem como foco dois dos três principais diretores da Trafigura o co-diretor de Petróleo e Trading, Jose Larocca, e o diretor operacional, Mike Wainwright. No Brasil, os procuradores podem investigar crimes corporativos, mas fazer acusações apenas contra indivíduos. As empresas ficam sujeitas a sanções administrativas em processos civis, entre elas o pagamento de multas e a proibição de fazer negócios com estatais. A apuração criminal está avançando em conjunto com um processo civil contra os mesmos diretores e outros executivos, tornado público neste mês, indicaram as fontes. Os investigadores brasileiros também compartilharam as descobertas com promotores norte-americanos e o Departamento Federal de Investigação dos Estados Unidos (FBI, na sigla em inglês), acrescentaram as pessoas, falando em condição de anonimato, pois o caso tramita em segredo de Justiça. A decisão de buscar processos tanto civis quanto criminais mostra que os... Acessar conteúdo completo

Receba nossas novidades em seu e-mail!