Monitor do PIB-FGV de outubro apresenta alta de 0,6%

O Monitor do PIB-FGV de outubro registrou alta de 0,6%, na atividade econômica, se comparado ao mês anterior. Já no trimestre móvel, encerrado em outubro, a variação ficou em 6,4%, em relação ao período entre maio e julho. De acordo com o indicador, calculado pelo Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (FGV/Ibre), na [...]

De acordo com o indicador, calculado pelo Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (FGV/Ibre), na comparação interanual, a economia teve queda de 2,7% em outubro (Imagem: Pixabay) O Monitor do PIB–FGV de outubro registrou alta de 0,6%, na atividade econômica, se comparado ao mês anterior. Já no trimestre móvel, encerrado em outubro, a variação ficou em 6,4%, em relação ao período entre maio e julho. De acordo com o indicador, calculado pelo Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (FGV/Ibre), na comparação interanual, a economia teve queda de 2,7% em outubro e de 3,1% no trimestre entre agosto e outubro. Em valores correntes, no acumulado do ano até outubro, o PIB alcançou aproximadamente R$ 6,111 trilhões. O coordenador do Monitor do PIB-FGV, Cláudio Considera, disse que o forte crescimento de 7,7% da economia brasileira no 3º trimestre, reverteu, em parte, a forte retração de 9,7% registrada no período anterior. Apesar disso, segundo o economista, essa evolução não teve continuidade em outubro, mês que apresentou a menor taxa mensal desde a forte retração de abril. “A tendência da economia, parece ser, retomar às incipientes taxas mensais do início do ano, pré pandemia. Das doze atividades desagregadas que compõem o PIB apenas 6 apresentam-se no plano positivo tanto contra mês anterior, como na comparação interanual”, comentou. Cláudio Considera acrescentou que o setor de serviços... Acessar conteúdo completo

Receba nossas novidades em seu e-mail!