Oi, TIM, Claro e Vivo: veja os detalhes do leilão da unidade móvel que levantou R$ 16,5 bi

Como adiantado mais cedo pela a Reuters, a TIM (TIMS3), Claro e Vivo (VIVT3) levaram a unidade móvel da Oi (OIBR3;OIBR4) por R$ 16,5 bilhões, revela comunicados enviados ao mercado nesta segunda-feira (14). O leilão era aguardado por analistas e investidores pois representa um passo importante no processo de restruturação da operadora. O trio, que havia [...]

O trio, que havia apresentado a proposta em julho, planeja dividir os ativos de telefonia celular da Oi assim que receberem aprovação do Cade (Imagem: Unsplash/@tomas_nz) Como adiantado mais cedo pela a Reuters, a TIM (TIMS3), Claro e Vivo (VIVT3) levaram a unidade móvel da Oi (OIBR3;OIBR4) por R$ 16,5 bilhões, revela comunicados enviados ao mercado nesta segunda-feira (14). O leilão era aguardado por analistas e investidores pois representa um passo importante no processo de restruturação da operadora. O trio, que havia apresentado a proposta em julho, planeja dividir os ativos de telefonia celular da Oi assim que receberem aprovação do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade). A Oi, que fez um dos maiores pedidos de recuperação judicial da história do país em 2016, está vendendo ativos para pagar credores. Os documentos revelam que do valor total de R$ 16,5 bi, R$ 15,7 bi referem-se ao preço base da oferta e R$ 756 milhões correspondem ao serviços de transição a serem prestados por até 12 meses pelo Grupo Oi para as compradoras. TIM, Vivo e Claro também ofereceram à Oi um contrato de longo prazo para alugar sua infraestrutura de telecomunicações. A unidade móvel da Oi será dividida entre as três operadoras. Veja como será a distribuição: TIM A TIM ficou com 44% dos valores de Preço Base e Serviços de Transição, perfazendo aproximadamente R$ 7,3 bilhões. “Com relação ao financiamento desta aquisição, a TIM,... Acessar conteúdo completo

Receba nossas novidades em seu e-mail!