Opep volta a reduzir estimativa para demanda por petróleo em 2021

A demanda global por petróleo terá em 2021 uma recuperação mais lenta do que se esperava anteriormente, em função dos crescentes impactos da pandemia de coronavírus, disse a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) nesta segunda-feira, em movimento que prejudica o esforço do grupo e de seus aliados para dar suporte ao mercado. A [...]

O grupo reduziu sua projeção inicial para o crescimento da demanda em 2021, de 7 milhões de bpd, publicada em julho (Imagem: REUTERS/Ramzi Boudina) A demanda global por petróleo terá em 2021 uma recuperação mais lenta do que se esperava anteriormente, em função dos crescentes impactos da pandemia de coronavírus, disse a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) nesta segunda-feira, em movimento que prejudica o esforço do grupo e de seus aliados para dar suporte ao mercado. A demanda deve registrar alta de 5,9 milhões de barris por dia (bpd) no ano que vem, atingindo 95,89 milhões de bpd, disse a Opep em um relatório mensal. A previsão fica 350 mil bpd abaixo da indicada no mês anterior. A perspectiva de uma recuperação mais fraca da demanda já levou a Opep e seus aliados, que formam o grupo conhecido como Opep+, a frear o aumento de produção que planejavam para 2021. Um painel da Opep+ se reúne na quarta-feira para reavaliar o mercado. A Opep disse que, embora o crescimento no quarto trimestre tenda a desacelerar diante da reimplementação de “lockdows”, com algumas dessas medidas podendo ser prorrogadas até 2021, os desenvolvimentos de vacinas melhoraram as perspectivas econômicas. “Embora a previsão para 2021 continue em 4,4%, recentes notícias positivas sobre programas de vacinação mais céleres do que o antecipado em grandes economias fornecem um potencial de alta para a previsão de crescimento do ano... Acessar conteúdo completo

Receba nossas novidades em seu e-mail!