Otimismo sobre Brexit e vacina impulsiona mercados europeus, mas bolsa de Londres fica para trás

As ações europeias subiram nesta terça-feira, depois que a União Europeia (UE) antecipou a data para aprovação de uma vacina contra a Covid-19, enquanto os mercados em Londres recuaram devido a restrições pandêmicas mais rígidas e a uma libra mais valorizada em meio a esperanças de um acordo comercial do Brexit. O índice FTSE 100, [...]

O índice FTSE 100, de Londres, fechou em queda depois de notícias de que negociadores do Reino Unido e da União Europeia (Imagem: REUTERS/Toby Melville) As ações europeias subiram nesta terça-feira, depois que a União Europeia (UE) antecipou a data para aprovação de uma vacina contra a Covid-19, enquanto os mercados em Londres recuaram devido a restrições pandêmicas mais rígidas e a uma libra mais valorizada em meio a esperanças de um acordo comercial do Brexit. O índice FTSE 100, de Londres, fechou em queda depois de notícias de que negociadores do Reino Unido e da União Europeia podem estar perto de um acordo. Enquanto isso, Londres passou para o nível mais alto de restrições contra a Covid-19 na Inglaterra, com uma nova variante do coronavírus provavelmente causando aumento nas taxas de infecção. A notícia veio após dados mostrarem que as restrições já existentes causaram um aumento na taxa de desemprego do Reino Unido em outubro. A UE disse nesta terça-feira que estava no caminho de aprovar sua primeira vacina contra a Covid-19 antes do Natal, depois que seu órgão regulador de medicamentos antecipou um prazo para revisão após o início das campanhas de imunização nos Estados Unidos e no Reino Unido. O índice pan-europeu STOXX 600 fechou em alta de 0,25%, a 392,84 pontos. Em Londres, o índice Financial Times recuou 0,28%, a 6.513,32 pontos. Em Frakfurt, o índice DAX subiu 1,06%, a 13.362,87 pontos. Em Paris, o índice... Acessar conteúdo completo

Receba nossas novidades em seu e-mail!