SAIU! Governo anuncia novos prazos de contestação do auxílio. Veja como fazer

Negativa, bloqueio ou cancelamento do auxílio podem se ocorrer em razão de base de dados desatualizada do governo que não mostra a situação atual da pessoa.

Para quem foi considerado inelegível para receber a extensão do auxílio emergencial no valor de R$ 300, o governo federal abriu novos prazos de contestação. Também podem contestar aqueles que tiveram o pagamento do benefício de R$ 600 ou a prorrogação bloqueados ou cancelados. De acordo com o Ministério da Cidadania, nos três casos, os beneficiários podem solicitar a revisão do pedido ainda em dezembro, com prazo que começaram nesta última quarta, 9. A negativa, bloqueio ou cancelamento do auxílio emergencial, segundo o Ministério, podem se ocorrer em razão de base de dados desatualizada do governo que não mostra a situação atual da pessoa. Como exemplo, há pessoas que estavam recebendo o seguro-desemprego, deixaram de ganhar o benefício e e agora podem ter direito ao auxílio emergencial caso se encaixem nas regras. Importante destacar que existem prazos para pedir a contestação do auxílio emergencial que dependem da reavaliação. Veja abaixo: Para quem teve o auxílio de R$ 300 cancelado: as contestações poderão ser feitas entre esta quarta-feira, 9, e vai até dia 18 de dezembro; Para quem teve o auxílio de R$ 600 ou R$ 1,2 mil cancelado: prazo vai de sexta-feira, 11, até dia 20 de dezembro. Para quem foi considerado inelegível para receber o auxílio emergencial: prazo vai de 17 a 26 de dezembro. Como contestar? Os interessados em contestar o auxílio emergencial devem acessar o site da Dataprev e solicitar a revisão do... Acessar conteúdo completo

Receba nossas novidades em seu e-mail!