Soja em desacordo com moratória na Amazônia tem menor alta desde 12/13, diz Abiove

A área plantada em desacordo com a Moratória da Soja no Bioma Amazônico cresceu 23% em 2019/20 na comparação com o ciclo anterior, para 108,4 mil hectares, apontou nesta segunda-feira a associação da indústria Abiove. Esse crescimento foi o menor de um ano para o outro desde 2012/13, quando os dados de satélites tornaram mais [...]

A área de soja em desacordo com a moratória, que restringe compras do grão pela indústria de áreas desmatadas após 2008, representa 2% do total cultivado de 5,4 milhões de hectares na região, de acordo com dados da Abiove (Imagem: Reuters/Ueslei Marcelino) A área plantada em desacordo com a Moratória da Soja no Bioma Amazônico cresceu 23% em 2019/20 na comparação com o ciclo anterior, para 108,4 mil hectares, apontou nesta segunda-feira a associação da indústria Abiove. Esse crescimento foi o menor de um ano para o outro desde 2012/13, quando os dados de satélites tornaram mais preciso o monitoramento do avanço da soja na Amazônia, destacou o gerente de sustentabilidade da Abiove, Bernardo Pires, durante evento com jornalistas. A área de soja em desacordo com a moratória, que restringe compras do grão pela indústria de áreas desmatadas após 2008, representa 2% do total cultivado de 5,4 milhões de hectares na região, de acordo com dados da Abiove. Pires reafirmou que os dados mais recentes da moratória mostram que a soja não é um vetor importante de desmatamento da Amazônia. Acessar conteúdo completo

Receba nossas novidades em seu e-mail!