Vale (VALE3) voltará a discutir acordo sobre Brumadinho em 7 de janeiro
Ver mais sobre: Notícias

Vale (VALE3) voltará a discutir acordo sobre Brumadinho em 7 de janeiro

Sem um consenso sobre o valor da indenização, uma nova reunião foi marcada para o dia 7 de janeiro de 2021.

As negociações da Vale (VALE3) com o Estado de Minas Gerais, órgãos de Justiça e representantes das vítimas do desastre com a barragem da empresa em Brumadinho continuam ocorrendo, informou a mineradora em nota. Ainda não há consenso sobre o valor da indenização, mas uma nova reunião para tratar sobre o tema foi agendada para o dia 7 de janeiro de 2021, em Minas Gerais. Na quinta-feira, 17, a quarta audiência entre a empresa e as autoridades para acertar o valor da indenização e dar fim ao processo bilionário terminou sem um acordo, adiando as discussões para 2021. “A Vale permanece empenhada em reparar integralmente os atingidos e comunidades impactadas. As negociações seguem avançando no Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania (CEJUSC), órgão de mediação do Tribunal de Justiça de Minas Gerais”, afirmou a mineradora. Vale prevê gasto de R$ 29,6 bilhões A empresa detalhou a seus investidores que estima um gasto de R$ 29,6 bilhões para eventuais indenizações com o desastre de Brumadinho, afirmando que “não vê obstáculos” para o pagamento de dividendos aos acionistas. O número inclui R$ 19 bilhões para um potencial acordo dentro do balanço, explicou a Vale. “Temos R$ 19 bilhões para um acordo em potencial, que é um número que achamos justo e adequado”, disse Eduardo Bartolomeo, diretor-presidente da mineradora. Dentro do montante de R$ 29,6 bilhões projetado, também estão incluídos R$ 8 bilhões como... Acessar conteúdo completo

Receba nossas novidades em seu e-mail!