O que é o Pix?

O Novo método de pagamento criado pelo Banco Central permitirá que os recursos sejam transferidos entre contas em questão de segundos.

O que é o Pix?

O Novo método de pagamento criado pelo Banco Central permitirá que os recursos sejam transferidos entre contas em questão de segundos.

Se você está acostumado a acompanhar suas finanças de maneira digital provavelmente já deve ter ouvido falar do Pix, seja em uma notificação enviada pelo seu banco ou por uma propaganda exibida no Youtube, mas o que de fato ele é?

O pix nada mais é do que o nome brasileiro do pagamento instantâneo, como o nome sugere, o pagamento instantâneo é uma transferência eletrônica onde os recursos são transferidos de uma conta para outra em questão de segundos.

A principal vantagem desse sistema é a sua versatilidade, pois o mesmo permitirá que transações sejam realizadas entre bancos diferente a qualquer hora do dia sete dias por semana, mesmo em domingos e feriados.

A facilidade também é outro ponto fortíssimo, já que as transações poderão ser realizadas completamente pelo celular e sem a necessidade de identificadores como números de agência e conta, ao invés disso cada usuário contará com uma chave Pix, que nada mais é do que um fator de identificação alternativo, que pode ser: CPF, CNPJ, e-mail, número de celular ou uma sequência alfanumérica aleatória.

Ou seja, se o recebedor cadastrou previamente o número do seu telefone celular para receber o crédito em sua conta. Então, em vez do pagador informar manualmente todos os dados como normalmente é feito, ele inclui apenas o número do telefone celular. Ao fazer um Pix, o sistema identificará as informações da conta do credor a partir dessa chave.

Além disso o recebedor também pode gerar QR Codes.

Qual o limite das transações?

Não há limite mínimo para pagamentos ou transferência. Isso quer dizer que você pode fazer transações a partir de R$0,01. Em geral, também não há limite máximo. Entretanto, as instituições poderão estabelecer limites máximos de valor baseados em critérios de mitigação de riscos de fraude e de critérios de prevenção à lavagem de dinheiro e ao financiamento do terrorismo

Com quem será possível fazer um Pix?

O pix permitirá transferências ente pessoas (transações P2P), entre pessoas e estabelecimentos comerciais (transações P2B) e transações entre estabelecimentos (transações B2B), além disso também será possível utilizá-lo para transferências envolvendo entes governamentais, como pagamentos de taxas e impostos (transações P2G e B2G)

Quando o Pix estará disponível para uso?

A previsão e de que o meio de pagamento já esteja disponível a partir do dia 16 de novembro, porém desde o dia 05 de outubro já é possível registrar as chaves para uso do Pix.

Veja mais sobre:

Pix
O que é o Pix?
Solicitar Empréstimo

Receba nossas novidades em seu e-mail!